Continua após publicidade

Treinar com peso livre ou máquina?

Modalidades podem se complementar e enfatizar diferentes benefícios nos aspectos funcional e estético

Por Ana Paula Ferreira
5 jul 2024, 12h00

Se você fica em dúvida sobre treinar com peso livre ou máquina, saiba que é possível mesclar as duas opções para trabalhar o corpo de forma completa e eficaz.

Nos últimos anos, estudos divulgados por organizações como a americana National Strenght and Conditioning Association (NSCA) têm concluído que há poucas diferenças no ganho de força e na hipertrofia muscular geral dos praticantes de musculação que optam exclusivamente por uma das duas modalidades. Isso, no entanto, não significa que elas ofereçam exatamente os mesmos efeitos.

Peso livre ou máquina? Os dois!

De acordo com o treinador da Smart Fit, Bruno Silva, a maior instabilidade promovida pelos exercícios com pesos livres exige mais das estruturas estabilizadoras e prepara o corpo para movimentos complexos, algo fundamental para a execução de movimentos complexos e mudanças de direção exigidas em esportes como futebol e basquete. Os exercícios com máquinas, por outro lado, conseguem uma ativação mais específica de determinados grupos musculares.

“Portanto, o que se tem na literatura é que ambos têm o seu valor e contribuição para a construção do shape ideal quando falamos da combinação de estética e funcionalidade“, ele explica.

Continua após a publicidade

Segundo Silva, é importante salientar, porém, que o fato da combinação de máquinas e pesos livres ser o melhor caminho não diz que este é o único caminho para conseguir resultados em uma sala de musculação.

O profissional afirma que passar essa mensagem é fundamental à medida que, em alguns casos, treinar exclusivamente com máquinas é o caminho mais seguro para grupos como alunos iniciantes.

“No caso desses indivíduos, geralmente se trabalha em máquinas para depois progredir para o peso livre, já que este gera mais instabilidade e, por esse motivo, representa um perigo quando falamos de um salão de musculação em horário de pico no qual o professor não consegue dar 100% de atenção”, destaca.

Ele ainda afirma que ter uma experiência significativa na prática da musculação não é uma regra sem exceção para quem quer trabalhar com pesos livres e que alunos que contam com acompanhamento próximo de professores de salão ou personais tendem a poder realizá-los com mais segurança.

Continua após a publicidade

Abaixo, você pode conferir as dicas no vídeo do treinador Bruno Silva!

Publicidade