TPM e cólica atrapalham seu treino?

Veja como aliviar a dor pélvica que se repete todos os meses e ainda manter o corpo em forma

Não é fácil conviver, a cada 15 ou 20 dias, com os incômodos que atendem por tensão pré-menstrual (TPM), uma variedade de mais de 150 sintomas, entre eles, inchaço, dor nas mamas, enxaqueca e irritabilidade, que aparecem isolados ou combinados. Tampouco com a cólica menstrual.

Mas é possível prevenir a TPM e a cólica com a prática regular de atividade física. O exercício melhora a oxigenação dos tecidos, atenuando a dor pélvica. “Além disso, promove a liberação de endorfinas, que aliviam os demais sintomas pré-menstruais”, diz a fisioterapeuta Ticiana Mira, coordenadora do Centro de Atendimento Integrado da Saúde da Mulher da Unicamp.

Para muitas mulheres, no entanto, manter o pique e encarar a malhação mesmo durante uma crise de cólica menstrual demandam um grande esforço. Mas já existem formas eficientes de aliviar a cólica, antes e depois do treino. Entre elas estão a acupuntura, a termoterapia e a tecnologia TENS, uma estimulação elétrica de baixa frequência que impede o estímulo da dor de alcançar o cérebro.

Veja, abaixo, como essas terapias agem no organismo para aliviar as cólicas menstruais e outras dores.

Neuroestimulação Elétrica Transcutânea (TENS)
Sem drogas e sem efeitos colaterais, a tecnologia TENS é uma das alternativas mais eficazes para o alívio de dores crônicas. Ela age por meio de pulsos elétricos que impedem o estímulo da dor de chegar ao cérebro. A técnica estimula a produção, pelo organismo, de opioides endógenos, uma espécie de analgésico natural, e, por isso, contribui para a melhora dos desconfortos, como as cólicas. “Dependendo da dor, a mulher não responde bem a medicamentos”, diz a fisioterapeuta Ticiana Mira. “Com o TENS, ela ganha maior controle sobre o corpo.” Desde os anos 1980, as clínicas de fisioterapia utilizam a eletroestimulação. A novidade é a chegada de um aparelho simples, portátil e autoaplicável, que minimiza dores de diversas causas, como as ginecológicas, musculares, reumáticas e a fibromialgia. As ondas têm efeito analgésico e aumentam a liberação de neurotransmissores responsáveis pela redução das dores. A sensibilidade do local melhora mesmo após o uso.

Acupuntura
A técnica criada na China consiste na aplicação de finas agulhas em pontos estratégicos do corpo, que variam conforme o diagnóstico e o efeito terapêutico desejado. Quando acionados pelas agulhas, os pontos restabelecem o equilíbrio corporal. As agulhas ajudam a estimular a produção de serotonina e endorfinas no sistema nervoso central, que aliviam a dor.

Termoterapia
A aplicação terapêutica de substâncias que estimulam o aumento ou a diminuição da temperatura ameniza as cólicas. Envolve desde procedimentos simples, como o uso de bolsas térmicas, até a radiação infravermelha. A técnica gera aumento do fluxo sanguíneo e do metabolismo.

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s