Novo hit de Karol Conka reforça empoderamento feminino no esporte

A cantora criou música para os jogos do Vôlei Nestlé e avisa que vai começar a correr neste ano

A rapper Karol Conka  não economiza nas palavras – nem na sinceridade. Um dos grandes símbolos do empoderamento feminino no Brasil, a curitibana criou uma música – #ORolêÉNosso – que fala sobre a força das mulheres no esporte. O videoclipe [veja abaixo], produzido pelo KondZilla , foi lançado nesta quarta-feira (18) com a participação das jogadoras do Vôlei Nestlé, de Osasco (SP).

“Quis representar as atletas, mas também as mulheres na arquibancada. Somos todas heroínas que conseguem vencer obstáculos em diversas realidades”, explica a cantora. “O esporte trabalha a coletividade, muito importante hoje para o empoderamento feminino.”

Leia mais: Os bastidores do novo clipe da Karol Conka com o Vôlei Nestlé

“Treino dançando em cima do palco, transpiro muito quando subo nele”, diz a cantora, que não tem muito tempo disponível para atividade física, mas planeja começar a correr  neste ano. “Acho que a gente consegue uma plenitude interna com o esporte, o que acaba refletindo para fora. Minha mente precisa estar saudável para eu ter uma boa autoestima, mesmo que seja passando batom”, conta.

Muito vaidosa, Karol Conka revelou que não jogou vôlei com as jogadoras porque poderia quebrar as unhas. “Na adolescência, até me arriscava, mas tinha medo da bola. Meu esporte é passar maquiagem, mesmo”, brinca. Já como torcedora, a cantora se entrega às emoções e vibra como se estivesse vencendo a partida também.

O shape sarado, segundo ela, é mantido com muita água e algumas restrições. “Adoro bolacha recheada, paçoca, gelatina… Mas tento me controlar para não abusar.” No café da manhã, ela opta por ovo cozido, iogurte sem lactose e melão.

Mamães Dani Lins e Camila Brait

Camila Brait e Dani Lins

 (João Pires/Divulgação)

Quem também estava presente no evento eram as jogadoras Dani Lins e Camila Brait, que confessaram que planejam engravidar neste ano. “Para ser atleta, você tem que abrir mão de muitas coisas da sua vida pessoal. Casamentos de familiares, crescimento do sobrinho… E quando se é mãe, você precisa ficar longe do seu filho. Mas, no final, vale a pena porque fazemos o que amamos”, diz a líbero Camila.

Já a levantadora Dani, falou sobre a dificuldade para cuidar da beleza. “Estamos sempre com o cabelo preso, suado, sendo lavado todos os dias… É complicado manter os fios saudáveis”, confessa a pernambucana. “Não tenho tempo para ir ao salão e cuidar do loiro. Quando chego em casa, só quero dormir.” Aproveitando o desejo de ser mãe, ela voltou à cor natural, já que não poderá pintar o cabelo.

Para elas, o melhor da música criada por Karol Conka é a mensagem sobre o poder da mulher de se reerguer. “No esporte ou na vida real, temos que saber que, se cairmos, conseguimos nos levantar ainda melhor”, diz Dani.

Amigas dentro e fora das quadras, as duas mantêm a parceria em todos os momentos – até na dieta. “Esporte e amizade tem tudo a ver. Nas férias, fomos malhar todos os dias para compensar a cervejinha da noite. A gente fica de olho uma na outra para o desempenho do time não cair”, revela Camila.

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s