Dieta flex: menos 4 Kg em 30 dias reduzindo a carne

Comer menos carne (só duas vezes por semana) e mais vegetais faz com que o nosso organismo acumule uma quantidade menor de toxinas. Isso facilita a perda de peso. Você também fica mais saudável!

Procurando um programa detox que não corte totalmente a carne do cardápio? Então essa dieta é para você. Ela também funciona como uma transição para quem quer virar vegetariana de vez. O menu é flexível: inclui proteína animal em dois dias da semana e, nos outros cinco, apenas itens de origem vegetal, o que permite que seu organismo se acostume aos poucos a ficar até mesmo sem frango e peixe. É um tipo de detox que facilita a perda dos quilinhos extras sem tanto esforço – em um mês, dá para você enxugar 4 quilos (ou mais).

O segredo para evitar a carência de proteína (nutriente indispensável para os músculos): nos dias só de vegetais, as refeições principais combinam grãos variados. Aumentar a quantidade de folhas e legumes é outra estratégia da dieta criada pela nutricionista norte-americana Daw Jackson Blatner, autora do best-seller The Flexitarian Diet (Dieta Vegetariana Flexível, ainda sem previsão de ser lançado no Brasil). Na publicação, ela escreve: “Um cardápio sem a gordura da carne e rico em fitoquímicos (substâncias naturais que fazem bem à saúde) dos vegetais permite que o corpo produza menos radicais livres – uma espécie de sujeira que provoca inflamações nas células. Quais os benefícios? Menor risco de doenças cardiovasculares, diabetes e câncer. Você também ganha energia e (de novo) acumula menos gordurinhas – a nutricionista norte-americana afirma que as pessoas que seguem sua dieta pesam, em média, 15% menos que aquelas que comem muita proteína animal.

Só dois dias de carne

Este cardápio, de 1400 calorias, traz refeições vegetarianas equilibradas. A nutricionista Daniella Horn também sugere opções com proteína animal para os dias com carne (sugestão: reserve um deles para o sábado ou o domingo, assim você participa do churrasco com os amigos ou a família e outro para o meio da semana). Logo os resultados começam a aparecer!

Café da manhã
opção 1: Suco Detox – suco de 2 laranjas batido com 1/2 cenoura, 2 folhas de couve, 1 pitada de pimenta caiena e 1 col. (chá) de farelo de coco

opção 2: 1 tapioca polvilhada com 1 col. (sopa) de chia e recheada com 2 col. (sopa) de pasta de tofu (ou homus, a pasta de grão-de-bico) + 1 copo (200 ml) de suco de abacaxi com gengibre

opção 3: 3 pãezinhos de mandioca + 1 copo (200 ml) de suco de morango natural (sem açúcar)

opção 4 (com proteína animal): Omelete feita com 2 claras e 1 col. (sobremesa) de aveia + 1 xíc. de chá-verde

Lanche da manhã
opção 1: 1 pera + 6 castanhas de caju (ou 10 amêndoas sem sal)

opção 2: 1/2 abacate com 1 col. (sopa) de farelo de aveia com 1 col. (chá) de açúcar de coco (ou demerara)

opção 3: 1 maçã picada (ou outra fruta da sua preferência) com 1 col. (sopa) de granola sem açúcar 

opção 4 (com proteína animal): 1 pote de iogurte desnatado com 2 col. (sopa) de granola (ou quinua em flocos)

Almoço
opção 1: Salada de folhas verdes (rúcula, agrião, alface) e tomate à vontade + 2 col. (sopa) de quinua + 1 concha média de feijão-branco temperado com cúrcuma + 1 xíc. (chá) de brócolis refogados com alho-poró

opção 2: Salada de folhas verdes com tomate-cereja, rabanete, salsão e couve-flor à vontade e 1 col. (sopa) de soja cozida + 1 porção de nhoque de mandioquinha ao sugo

opção 3: Salada de repolho com erva-doce, pepino e cenoura à vontade e 1 col. (sopa) de trigo inteiro cozido + 2 col. (sopa) de purê de batata-doce (ou mandioquinha) com salsa e pimenta dedo-de-moça + 3 unidades de bolinho de grão-de-bico

opção 4 (com proteína animal): Salada de folhas verdes à vontade + 2 col. (sopa) de arroz integral + 1 concha média de feijão + 1 filé de carne vermelha magra (frango ou peixe) grelhado

Lanche da tarde
opção 1: 3 torradas integrais com 3 col. (sopa) de geleia de fruta sem açúcar + 1 xíc. de chá de hibisco (ou outra erva de sua preferência)

opção 2: 1 banana amassada com canela em pó + 2 castanhas-do-pará

opção 3: 1 biscoito de arroz integral médio com 1 col. (sopa) de pasta de amendoim light e 1 fio de mel (ou pesto de manjericão) 

opção 4 (com proteína animal): 2 torradas integrais com 2 fatias finas de queijo branco e orégano

Jantar
opção 1: 1 prato (fundo) de sopa de abóbora, lentilha e rúcula + 1 tomate assado e recheado com arroz integral cozido, castanha de caju, salsa e noz-moscada

opção 2: Papilote de legumes (cenoura, abobrinha, berinjela) e brócolis preparados no vapor + 4 col. (sopa) de grão-de-bico com cebola, tomate e pimentão em cubos

opção 3: 3 pegadores de espaguete de pupunha (ou espaguete sem glúten e sem ovo) com molho de tomate, pimenta dedo-de-moça e cúrcuma + 4 col. (sopa) de amaranto em grão (ou cuscuz marroquino) cozido com mix de cogumelos (shitake, shimeji e champignon) 

opção 4 (com proteína animal): Salada de folhas verdes à vontade + 1 posta média (120 g) de peixe (salmão, namorado, badejo) grelhado + 1 xíc. (chá) de legumes (cenoura, abobrinha, vagem) no vapor

*Tempere as saladas com 1 fio de azeite, vinagre de maçã (ou limão) e pouco sal.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s