Especialista ensina como usar mindfulness na refeição e emagrecer

A técnica é aliada na mudança de hábitos à mesa

Por Manuela Biz (colaboradora) Atualizado em 17 fev 2020, 15h01 - Publicado em 1 nov 2017, 17h28

Em meio à correria do dia a dia, é comum comermos sem nem prestar atenção naquilo que está no prato. E isso é um problema. Em palestra no BOA FORMA Experience, evento que aconteceu nos últimos dias 28 e 29 de outubro, Marcelo Demarzo, fundador do Mente Aberta, maior centro de referência em mindfulness no Brasil, revelou que nós não estamos atentos ao que fazemos em 47% do tempo.

Leia mais: 6 passos de mindfulness para seguir quando a imunidade baixa

E o método que ensina a se concentrar no presente é um importante aliado de quem deseja mudar esse comportamento. “As técnicas de mindfulness se aproximam da meditação. Nós também usamos a respiração para treinar a atenção e o foco”, explica Demarzo.

Segundo ele, com cerca de oito semanas de prática orientada já é possível perceber diferença. E essa mudança pode e deve ser usada na hora de comer. Um estudo feito com 1160 pessoas acima do peso mostrou que elas perderam, em média, 3 kg pouco depois de dominarem a mindfulness – sem qualquer dieta.

Entenda: 4 formas de aplicar mindfulness no treino e melhorar o resultado

Quer começar já? Na próxima refeição, atente-se a estas dicas de Marcelo Demarzo:

Faça uma observação sensorial do alimento

Não comece a devorar logo de cara. Olhe a comida, analise suas cores, cheire, preste atenção no gosto, desfrute do sabor dela. Você vai dar tempo para que seu corpo perceba que está saciado, sem exagerar na quantidade.

Aprenda a identificar o que é fome e o que é gula

Para controlar a compulsão, comece a identificar quando come por fome e quando come apenas por vontade – e como seu corpo reage em cada uma dessas situações. Pergunte-se “eu preciso me alimentar agora?” e classifique sua necessidade de energia numa escala de 0 a 7, sendo que 0 é quase fraqueza e 7 é já se sentir cheia. Também aprenda a comer antes de chegar nesses dois extremos.

Assine nossa newsletter e fique por dentro das últimas notícias de BOA FORMA  

  • Continua após a publicidade
    Publicidade