Continua após publicidade

Benefícios da risada para a saúde: alivia dores, evita a depressão e mais

Além de ser um momento de distração, uma boa gargalhada traz consigo uma série de vantagens para a nossa saúde e bem-estar. Entenda!

Por Juliany Rodrigues
18 jan 2024, 16h30

Não é a toa que dizem que a risada é um remédio natural. De acordo com profissionais, dar boas gargalhadas desencadeia uma série de reações positivas no nosso organismo, e quem sai ganhando nisso tudo é a nossa saúde, tanto mental quanto física!

A Boa Forma te conta os principais benefícios dessa prática tão simples e prazerosa que, muitas vezes, é esquecida em meio à correria do dia a dia. Saiba mais a seguir:

“O ato de sorrir e rir em contato com o outro ajuda a quebrar uma barreira comunicacional, aproxima as pessoas, e contribui para um clima de convivência mais leve e harmonioso. Também ajuda a encarar a vida de modo mais leve, perceber mais objetivamente os acontecimentos e elencar estratégias de enfrentamento mais assertivas“, destaca a Eliana Santos de Farias, coordenadora do curso de Psicologia do Centro Universitário Braz Cubas.

 

 

QUAIS HORMÔNIOS SÃO LIBERADOS QUANDO RIMOS?

Segundo o Dr. Felipe Mendes, neurocirurgião membro da Sociedade Brasileira de Neurocirurgia, um dos hormônios liberados é a endorfina, que é conhecida como o hormônio da felicidade. “Ela é responsável por promover sensação de prazer e bem-estar, atuando também como analgésico natural”, conta ele.

A dopamina é outro neurotransmissor envolvido no ato de rir, e ela desempenha um papel fundamental na motivação e no prazer. “A liberação de dopamina durante a risada garante uma sensação de recompensa e de contentamento“, diz o profissional.

Além disso, não podemos esquecer que a serotonina, importante para o bem-estar, memória, humor, alimentação, sono, também é estimulada pelas gargalhadas, assim como a ocitocina.

Continua após a publicidade

“Conhecida como o hormônio do amor e da conexão, a ocitocina é estimulada durante interações sociais positivas, como o risco compartilhado“, informa o médico.

Ainda durante a risada, nosso corpo reduz os níveis de cortisol e de adrenalina, contribuindo para o combate ao estresse.

BENEFÍCIOS DA RISADA PARA A SAÚDE

1

Combate a depressão e o estresse

Como conta Eliana, já foi comprovado que, quando rimos com frequência, reduzimos a produção de neurotransmissores como o cortisol, que é relacionado ao medo e ao estresse, e a adrenalina, responsável pelo aumento da frequência cardíaca. E, consequentemente, com menores níveis dessas substâncias, temos o alívio da tensão e da ansiedade.

Continua após a publicidade

“Esses dois hormônios são gerados naturalmente pelo nosso corpo para que estejamos em estado de alerta, atentos aos acontecimentos cotidianos, e, em excesso, eles podem desencadear estados de estresse e ansiedade patológicos, com sintomas e prejuízos físicos e emocionais“, explica a psicóloga.

Ao rirmos, também há uma melhora na circulação sanguínea e no relaxamento dos músculos, o que pode trazer um efeito positivo no estado mental, aliviando sintomas depressivos

“Gargalhar pode proporcionar uma perspectiva mais positiva da vida e oferecer uma distração temporária dos problemas, permitindo que as pessoas enfrentem situações estressantes com uma atitude mais leve e otimista“, pontua o neurocirurgião. 

2
Continua após a publicidade

Fortalece o sistema imunológico

“Quando rimos, há uma ativação do sistema imunológico, pois a prática desencadeia a liberação de neuropeptídeos que ajudam no combate ao estresse e às doenças. Esse estímulo pode aumentar a produção de células de defesa e anticorpos“, explica o Dr. Felipe. 

3

Ajuda a cuidar da saúde do coração

Durante uma boa risada, inicialmente, pode ocorrer o aumento da frequência cardíaca e da pressão arterial, mas, depois de um tempo, esses dois parâmetros diminuem, ocasionando um estado de relaxamento“Esse processo favorece a melhora da circulação sanguínea e pode reduzir a inflamação nas artérias, diminuindo o risco de doenças como ataques cardíacos e derrames cerebrais“, fala Mendes.

A coordenadora complementa que esse benefício também é possível graças ao aumento da endorfina, que tem ação relaxante, e à redução dos hormônios ligados ao estresse (adrenalina e cortisol).

Continua após a publicidade
4

Diminui a percepção da dor

Além de promover a sensação de bem-estar e euforia, a endorfina, liberada durante a risada, tem propriedades analgésicas naturais que podem aliviar a percepção da dor. “Também por meio da risada se consegue reduzir o estresse e garantir um maior relaxamento muscular, que pode ser uma maneira de diminuir a tensão e a dor, especialmente em condições como dor muscular crônica ou espasmos“, enfatiza o neurocirurgião. 

A Dra. Jéssica Martani, psiquiatra, acrescenta que, durante a risada, nós acabamos focando a nossa atenção para outro lado, nos divertindo, e, dessa forma, “esquecemos” um pouco do incômodo.

No entanto, é indispensável lembrar que as risadas não substituem tratamentos médicos para condições de dores crônicas ou agudas. Por essa razão, sempre busque um profissional de saúde para obter um diagnóstico adequado.

Continua após a publicidade

“Sorrir, algo tão simples e singelo, faz com que nossa fisiologia do corpo mude para que a gente tenha mais saúde física e mental. Sorrir nos faz bem, nos traz bem-estar, e vale muito a pena sorrirmos cada vez mais”, conclui Juliane de Paula, psiquiatra.

Publicidade