Continua após publicidade

Saúde do intestino: saiba como mantê-lo saudável e quando ter atenção

Existem alguns sinais que podem ajudar a notar quando há algo de errado com a saúde do intestino. Descubra quais são eles para manter-se bem!

Por Ana Paula Ferreira
Atualizado em 5 Maio 2023, 15h54 - Publicado em 22 Maio 2023, 08h00

É quase impossível falar sobre uma vida saudável sem citar a saúde do intestino. E isso faz todo o sentido, já que essa região do corpo abriga 100 trilhões de microorganismos que estão ligados a vários aspectos da saúde, incluindo a imunidade e a função cognitiva.

Mas, afinal, como é possível manter essa parte do corpo saudável e como saber quando é preciso dar mais atenção a ela? Confira a seguir!

Sinais de alerta para a saúde do intestino

Existem algumas pistas que servem de alerta para cuidar da saúde do intestino, como por exemplo o desconforto abdominal e as mudanças nos hábitos intestinais, como a constipação e a diarreia.

Essas questões, contudo, costumam estar ligadas ao estilo de vida de cada pessoa, incluindo o estresse, a má alimentação e a falta de exercícios, de acordo com um artigo publicado em 2021.

Continua após a publicidade

Em casos em que há o diagnóstico de uma doença que afeta o intestino, contudo, melhorar e cuidar os fatores acima não devem aliviar os sintomas. Um bom exemplo é doença celíaca ou, então, a úlcera péptica, a pancreatite, a esofagite, a doença de Chron e a infecção por H. pylori.

Em todos os casos, a primeira dica é buscar um profissional. Existem, contudo, algumas “bandeiras vermelhas” que podem indicar que há algo de errado além da falta de hidratação e de atividade física. São elas:

  • Perda de peso não intencional;
  • Mudança nos hábitos de evacuação (diarréia ou constipação);
  • Mudança no tamanho das fezes;
  • Sangue nas fezes;
  • Fezes pretas;
  • Desconforto abdominal ou inchaço;
  • Azia;
  • Aumento de intolerâncias alimentares.

A dica é para sempre que houver alguma preocupação com sintomas digestivos, procurar por ajuda médica. Mesmo que os problemas sejam por causa de hábitos de vida, o profissional pode indicar o que fazer para manter a saúde do intestino boa novamente.

Continua após a publicidade

Como cuidar da saúde do intestino

Existem algumas atitudes que fazem toda a diferença para a saúde do intestino. Veja, a seguir, quais são elas:

1

Faça atividades físicas

Além de aliviar o estresse e ajudar a ter um sono melhor, se manter ativo é uma das melhores coisas a se fazer pela saúde do intestino, uma vez que os exercícios ajudam na motilidade no estômago e do intestino delgado, diminuindo as chances de ter inchaço, constipação e azia.

Continua após a publicidade
2

Se mantenha hidratada

A água é essencial para muitas funções relacionadas ao trato gastrointestinal, absorção de nutrientes e remoção de resíduos por meio dos movimentos do intestino.

De acordo com a Academia de Nutrição e Diabetes, dos Estados Unidos, mulheres precisam de 11,5 xícaras de água por dia e os homens de 15,5 xícaras – quantidade que também inclui a água dos alimentos.

Continua após a publicidade

Mas tome nota: beber muito líquido de uma só vez em nome da saúde pode ter outro efeito e causar inchaço.

3

Evite os alimentos processados

Refeições congeladas, biscoitos e outros alimentos processados costumam ser ricos em açúcar refinado, o que pode causar ou piorar a inflamação no intestino.

Continua após a publicidade

Já os alimentos frescos e integrais, como frutas, vegetais e grãos, têm o efeito oposto, uma vez que são ricos em antioxidantes e nutrientes anti-inflamatórios.

4

Consuma fibras para manter a saúde do intestino

Quando se trata de opções que ajudam a “curar” o intestino, não se esqueça dos alimentos ricos em fibras.

As fibras promovem o crescimento de bactérias boas no intestino, além de apoiarem movimentos intestinais regulares e aumentarem o volume das fezes, o que pode tornar o “número dois” mais confortável.

5

Durma bem

Acredite: uma noite bem dormida também tem influência na saúde do intestino.

De acordo com um artigo publicado em 2021 na revista Sleep Medicine, maus hábitos de sono podem levar a um desequilíbrio das bactérias intestinais, contribuindo potencialmente para inflamações e problemas intestinais.

Publicidade