5 destinos brasileiros para curtir um verão fitness

Férias não precisam ser só passeios com a família e dias de pernas para o ar. Veja como aproveitá-las no melhor estilo #AtitudeBoaForma

Por Anna Laura Wolff (colaboradora) Atualizado em 6 jan 2018, 16h35 - Publicado em 6 jan 2018, 16h30

Treinos power + balada pé na areia + praia paradisíaca

Praia dos Carneiros (PE)

View this post on Instagram

A Capela de São Benedito foi erguida nas areias da praia de Carneiros no final do século XVIII, de frente pra esse mar verdinho 💚 Não à toa, se tornou um dos pontos turísticos mais desejados de Pernambuco 💒 PACOTES 👉 injoytravel.com.br/carneiros FESTAS 👉 site & app @semhora

A post shared by Réveillon Carneiros (@reveillon.carneiros) on

Pense num cenário com águas pacatas, limpas, rasas e mornas, barcos de pescadores, coqueiros e uma areia bem fina. Em terra firme, uma igrejinha fotogênica branca e verde, a Capela
 de São Benedito, do século 18. Assim é a Praia dos Carneiros, no município de Tamandaré, a 40 minutos de Porto de Galinhas.

#ATITUDEBOAFORMA: nesta época do ano, a maré fica baixa na maior parte do tempo, tornando o local ideal para praticar stand-up paddle (SUP)  e nadar até as ilhas próximas. Você também pode relaxar nas piscinas naturais cristalinas que se estendem pela foz do Rio Formoso.

 

  • Comida típica + dança de roda + arte amazônica

    Alter do Chão (PA)

    View this post on Instagram

    Ilha do Amor #VempraAlter #Çairé2017

    A post shared by Alter do Chão Beach 🌴☀🏊 (@alterdochaobeachoficial) on

    A praia de água doce eleita a mais bonita do mundo pelo The Guardian fica superespecial em dezembro, quando o volume do Rio Tapajós diminui e as faixas de areia se estendem, formando inúmeras ilhotas paradisíacas, como a famosa Ilha do Amor.

    No Canal do Jari, você pode avistar aves, macacos, preguiças e as grandiosas vitórias-régias. Na Reserva Extrativista Tapajós-Arapiuns, faça trilhas e conheça a cultura das comunidades ribeirinhas acolhedoras – dá para negociar os passeios direto com os barqueiros que ficam na praça da cidade. Para chegar, contrate um transfer desde o aeroporto de Santarém.

    #ATITUDEBOAFORMA: as trilhas pela Floresta Nacional do Tapajós levam à samaúma, árvore milenar com perímetro
de 45 metros, e duram cerca de seis horas (dificuldade média). Saída a partir da comunidade do Maguari.

    Práticas de bem-estar + imersão na natureza + alimentação saudável

    Chapada dos Veadeiros (GO)

    View this post on Instagram

    Cânions – de graça e ideal pra ir na seca! 💧 📷: @vitormarigo 💧 A trilha é puxada: 12 km ida e volta! Mas pra quem aguenta a caminhada o passeio vale cada gota de suor.💧 💧 Dentro do Parque Nacional, onde os passeios são de graça, os Cânions ficam na mesma trilha das Carioquinhas. É o caminho oposto ao percurso dos Saltos (30m e 80m).✌ 💧 No lugar a vazão de água é tão grande que o atrativo chega a ser fechado quando a chuva é muita. Como tem chovido pouco nos últimos dois anos, o nível de água nos Cânions têm se mantido ideal para pulos e banhos.😎 💧 Ou seja, programe-se para fazer Cânions + Carioquinhas e tenha passeio (de graça) garantido pra um dia inteiro!😉 💧 #dicadopeu Leve lanche! A caminhada é grande e é preciso se alimentar para não passar por uma hipoglicemia nem uma queda de pressão debaixo do sol escaldante que tem feito por aqui! Em feriados, lembre-se que o Parque tem lotação máxima e costuma ficar cheio já antes das 9h da manhã. Ou seja: chegue cedo!🌅 #chapadadosveadeiros #dicasdachapada #canions

    Continua após a publicidade

    A post shared by Notícias da Chapada (@chapada_dosveadeiros) on

    A mais mística das chapadas tem uma natureza selvagem que encanta quem busca um destino zen – a tranquilidade e a imersão no meio ambiente convidam à prática de ioga e meditação. Já as águas frias das cachoeiras recarregam a energia para
 o próximo ano: as da Santa Bárbara, na comunidade quilombola de Cavalcante, impressionam pelo azul-claríssimo.

    Se preferir, encare os quase 8 km (em terreno plano) até a imponente Cachoeira do Segredo. Para ir à Chapada, voe a Brasília e alugue um carro até Alto Paraíso de Goiás, base principal para explorar o destino – mas também dá para ficar em São Jorge, vila de ruas de terra perto da entrada do Parque Nacional.

    #ATITUDEBOAFORMA: A Pousada Namaste oferece um café da manhã 100% vegano com frutas, melado e castanhas do Cerrado, além de patês, homus e guacamole, que dão energia para encarar um dia de ioga, passeios e trilhas.

  • Esportes ao ar livre + superfestas + centro revitalizado

    Rio de Janeiro (RJ)

    View this post on Instagram

    Surf day 🏄🏽‍♀️ #OficialRio #Arpoador

    A post shared by Rio de Janeiro (@oficialrio) on

    Explore o Rio selvagem na Barra de Guaratiba, depois
 do Recreio. Ali estão as praias do Perigoso, do Meio e do Inferno. O acesso se dá por uma trilha de 40 minutos. Não se esqueça de carregar o celular para tirar fotos lindas!

    #ATITUDEBOAFORMA: vale pedalar, andar
 de patins ou correr na orla, surfar na Prainha, praticar SUP no Canal do Mangue na Barra de Guaratiba, encarar a Trilha da Pedra Bonita… E reservar um tempinho para curtir o Museu do Amanhã.

  • Cultura brasileira + comer e beber bem + turismo ecológico

    Tiradentes (MG)

    View this post on Instagram

    Flanando pelo centro histórico .. Nós convidamos você a conhecer, reconhecer, descobrir e redescobrir cada cantinho. Ph: @cesar_caminhadas . #tiradentes #tiradentesmg #Pequenatiradentes #pousadapequenatiradentes

    A post shared by Pequena Tiradentes Pousada (@pequenatiradentes) on

    Comida boa, gente proseira, artesanato autêntico, igrejas suntuosas, serras, museus, festivais: as Cidades Históricas de Minas Gerais contam um pedaço da nossa história e compõem uma das regiões mais carismáticas do Brasil. E, de todas elas, Tiradentes foi a que mais sincronizou com a modernidade. Fez suas pousadas virarem butique, a exemplo da Pequena Tiradentes; suas cozinhas ganharem verdadeiros chefs, como Beth Beltrão, que assina a comida caprichada e bem apresentada servida no Viradas do Largo (Rua do Moinho, 11); e seus festivais atraírem jovens deslocados.

    Assine nossa newsletter e fique por dentro das últimas notícias de BOA FORMA

    #ATITUDEBOAFORMA: Vale conhecer a bonita Serra de São José e seus mirantes, cachoeiras, fauna e flora. Você pode cavalgar, pedalar ou percorrer as trilhas à noite – e, de brinde, admirar o céu estrelado. A Uai Trip monta roteiros personalizados.

    Continua após a publicidade
    Publicidade