Como encaixar o aeróbico no treino de força? Personal responde

E como fazer isso para trocar gordura por músculos? A dúvida do nosso leitor é comum para muitas pessoas

Por Daniela Bernardi - Atualizado em 17 fev 2020, 15h11 - Publicado em 3 ago 2017, 12h57

Quero trocar gordura por músculo. Como encaixar o aeróbico entre os treinos diários de força? João Santos

“Não há obrigação de fazer aeróbico, até mesmo se você quer reduzir percentual de gordura – a dieta é que terá papel-chave nisso. Mesmo porque fazer musculação ajuda no processo de queima de gordura – quanto mais músculos você tem, maior sua taxa metabólica basal.

Leia mais:HIIT: aula curta e intensa para queimar gordura e mudar o corpo

Claro que não precisa excluir os aeróbicos da sua vida, pois eles são prazerosos e melhoram o condicionamento. Mas minha sugestão é que você faça treinos intervalados e curtos (exercícios de alta intensidade causam microlesões que, reparadas pelo corpo, também geram crescimento muscular) duas vezes por semana. E, de preferência, após a musculação, nunca antes, já que o rendimento é maior quando o corpo está descansado”, diz Rafael Lund, mestre em ciência do esporte e o personal trainer de famosas como Deborah Secco e Flávia Alessandra.

Dúvidas de treino? Envie para boaformapersonal@abril.com.br.

Fique por dentro de tudo o que rola no mundo fitness com a newsletter da BOA FORMA

Continua após a publicidade
Publicidade