Dicas para atingir seu objetivo na corrida – seja ele qual for!

Escolha uma das diferentes variações para alcançar seu objetivo e se apaixonar pelo esporte

Por Daniel Navas (colaborador) 12 fev 2018, 08h00

A corrida não é apenas para maratonistas – nem só para quem quer perder quilinhos. Você pode treinar com diferentes variações para alcançar seu objetivo (seja ele qual for!) e se apaixonar pelo esporte. Veja só!

Objetivo: primeiros passos

Segure a ansiedade! Em vez de subir na esteira focada em correr 5K sem parar, intercale dois minutos de caminhada com dois de trote até ganhar mais fôlego.

“Se você acelera logo no começo, a frequência cardíaca vai lá para cima e fica impossível manter o ritmo”, diz Vinícius Magalhães, treinador da Equipe Fox Assessoria Esportiva, no Rio de Janeiro.

Com o passar das semanas, aumente o período rápido e diminua o tempo andando (assim, você também reduz o risco de tédio!). “Preste atenção no seu esforço: conversar durante o exercício mostra que a intensidade está leve.”

  • Objetivo: quilos a menos

    Para emagrecer, a regra é clara: varie os treinos. “Promover novos estímulos obriga o corpo a
se adaptar, o que acelera o coração e eleva a queima calórica”, explica Vinícius.

    No primeiro treino da semana, faça uma sessão contínua, com a mesma velocidade. Já no seguinte, aposte em séries intervaladas. Por fim, reserve um dia para terrenos inclinados. Se preferir um day off ativo, escolha outra atividade física mais leve.

    Continua após a publicidade
  • Objetivo: partiu primeira meia

    Quem quer se aventurar nos 21K tem de seguir uma programação de 12 a 16 semanas de treino. Os dias devem se alternar entre longão, intervalado (para melhorar a capacidade cardiovascular) e de recuperação (mais leve).

    Aumente 10% da distância de forma progressiva. Enquanto as sessões contínuas atingem entre 10 e 18 km, a HIIT não precisa somar mais de 8 km.

    Assine nossa newsletter e fique por dentro das últimas notícias de BOA FORMA

    Objetivo: corrida de aventura

    Você adora a natureza, certo? Mas encarar provas em trilhas
 exige um treinamento em superfície semelhante – leia-se: com desnível (alguns parques oferecem a opção em terra batida!). Também vale investir em um calçado específico, que traz mais aderência e estabilidade.

    “Não pule a musculação, principalmente para fortalecer o core, região bastante exigida durante subidas e descidas”, indica Aulus Sellmer, da 4any1 Assessoria Esportiva, em São Paulo. Depois, é só curtir a paisagem!

     

    Continua após a publicidade
    Publicidade