Rafa Silva fala sobre Mundial de Judô: “É como começar do zero”

Como atual campeã olímpica, a atleta contou em entrevista exclusiva que precisará de mudanças em suas estratégias para surpreender as adversárias

Acompanhando a judoca na Olimpíada do Rio em 2016, nós choramos, gritamos e ficamos ansiosas para vê-la brilhar e levar a medalha de ouro para casa – e todas as expectativas foram atendidas! A carioca Rafaela Silva, de 25 anos, já conta com 8 títulos somando Jogos Pan-Americanos, Campeonatos Mundiais e Olimpíada. Mas se depender da nossa torcida, não vai parar por aí.

BOA FORMA conversou com a atleta durante evento para lançamento dos treinos de ioga o aplicativo Nike Training Club, primeira aula da judoca na modalidade. “É mais difícil do que o judô! Estou acostumada com agressividade e aqui é tudo calminho. Tem que ter flexibilidade, respirar, concentrar… Muita coisa ao mesmo tempo”, brincou.

Veja também: Rafaela Silva, medalhista olímpica, sonha em levar o judô para a periferia

Para Rafa, seu próximo grande alvo já está na mira: o Mundial de Judô em Budapeste, na Hungria, que começa no dia 28 de agosto. “É como se eu estivesse começando do zero, como se fosse uma faixa branca. Já que sou a atual campeã olímpica, estou sendo mais visada nas competições e estão me estudando bastante, então preciso mudar meu jogo”, conta.

A atleta afirma ser difícil eleger uma adversária principal no campeonato porque haverá novas atletas no circuito. “Nunca segurei no quimono de várias delas. A mongol que foi comigo para a final da Olimpíada também estará lá. Acho que será um dos Mundiais mais difíceis para mim, já que é fácil ser surpreendida, mas estou esperando um bom resultado. Estou treinando para isso.”

E mais: Rio 2016: 7 atletas olímpicas com histórias inspiradoras

Para conectar-se consigo mesma antes da competição, Rafa vai usar sua técnica de confiança, fazer a visualização da luta e apostar na respiração para acalmar o frio na barriga. “Sempre tem aquela ansiedade. Quando somos cabeça de chave, ficamos até duas horas esperando pela luta, por isso preciso me manter bem e concentrada”, explica.

Ainda não temos a data de cada uma das lutas, mas já estamos torcendo por ela e pelas outras atletas brasileiras que competirão. Confira abaixo a lista de convocadas pela CBJ (Confederação Brasileira de Judô), de acordo com peso:

48 kg – Stefannie Arissa Koyama
52 kg – Érika Miranda
57 kg – Rafaela Silva
63 kg – Mariana SilvaKetleyn Quadros
70 kg – Maria Portela
78 kg – Mayra AguiarSamanta Soares
+78kg – Maria Suelen AlthemanBeatriz Souza (por equipes)

(A lista completa de atletas brasileiros pode ser conferida no site da CBJ)

Fique por dentro de tudo o que rola no mundo fitness com a newsletter da BOA FORMA

Newsletter Conteúdo exclusivo para você
E-mail inválido warning
doneCadastro realizado com sucesso!
Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s