Estudo identifica substâncias nocivas em embalagens de fast-food

Em pesquisa, cientistas identificaram compostos ligados a câncer, diabetes e infertilidade

Por Redação Boa Forma Atualizado em 8 fev 2017, 15h46 - Publicado em 7 fev 2017, 19h21

Se você ainda não conseguiu eliminar os fast-foods da sua vida, aí vai mais um motivo para cortar de vez esse tipo de comida do cardápio: segundo um estudo publicado recentemente no jornal científico Environmental Science & Technology Letters, embalagens de alimentos prontos podem conter substâncias um tanto perigosas para a saúde.

Leia mais: As melhores escolhas para manter a forma até no fast-food

No trabalho, um time de pesquisadores americanos analisou mais de 400 embalagens e copos de papel e cartolina usados por restaurantes fast-food de todo o país para embrulhar e conservar alimentos. Em boa parte dos materiais avaliados, os experts encontraram substâncias fluoradas, associadas em estudos anteriores a câncer e diabetes, problemas de fertilidade e, nas crianças, a distúrbios de desenvolvimento. Os alimentos com níveis mais altos desses compostos foram os embrulhos de comida Tex-Mex, sobremesas e pães.

Entenda: A culpa da obesidade é do excesso de fast-food ou do sedentarismo?

Mas calma: apesar de assustadores, esses achados ainda precisam ser investigados mais a fundo. Até porque as substâncias foram encontradas em diferentes concentrações nos produtos analisados – alguns, em níveis tão baixos que provavelmente nem foram adicionados à embalagem, mas vieram de materiais reciclados ou de fontes desconhecidas. Em todo caso, a pesquisa serve para reforçar a recomendação de que cozinhar em casa é sempre a opção mais saudável.

  • Continua após a publicidade
    Publicidade