Dieta detox: dicas para montar um cardápio de sucesso

O que você come ajuda no processo de desintoxicação do organismo. Veja o que consumir

Por Amanda Panteri Atualizado em 3 fev 2020, 10h23 - Publicado em 3 fev 2020, 09h23

Estamos em um período decisivo: depois das comemorações de fim de ano de antes das festas de Carnaval começarem. Então, é natural que você queira desintoxicar o corpo entre as folias, não é mesmo? Pois saiba que o processo começa pelo que colocamos na boca. 

  • Isso mesmo. A desintoxicação é feita naturalmente pelo próprio corpo com a finalidade de eliminar ou reduzir a atividade de determinadas substâncias xenobióticas — moléculas estranhas ao organismo como a radiação, poluentes do ar e água, aditivos de alimentos e metais tóxicos. Mas isso não quer dizer que não possamos dar uma forcinha. 

    Alguns ingredientes, quando combinados, auxiliam as nossas células. “O detox age principalmente no intestino e fígado. Estes órgãos executam diversas funções, como a produção de bile, sintetização e degradação de hormônios como colesterol, estrógenos, testosterona e controle do metabolismo”, explica a nutricionista Daniela Lasman, da Bodytech Iguatemi SP.

    Portanto, o papel principal de uma alimentação detox é ajudar na eliminação destes elementos prejudiciais à saúde por meio da urina, fezes e suor

    Por quanto tempo adotar um cardápio detox? 

    A nutricionista afirma que, quando se trata de uma alimentação com restrição calórica, com base em sucos e sopas, você deve adotar a dieta por, no máximo, 5 dias. “A pessoa acaba tendo uma restrição de macronutrientes (carboidrato, proteína e gordura) muito acentuada, o que pode levar a desconfortos como fraqueza, dor de cabeça e falta de concentração, ela diz. 

    Contudo, se você opta por alimentos sólidos e um cardápio balanceado, pode fazer o detox por até duas semanas! “Experimente fazer isso por uma semana e observe como se sente. Garanto que nada é melhor do que o autoconhecimento. E é sempre recomendável procurar um nutricionista que possa te ajudar nesse processo, claro”, comenta a chef Fábia Tavarnaro, parceira do aplicativo Apptite. Confira o que as especialistas recomendaram apostar (e evitar) se você procura desintoxicar o corpo: 

    No que apostar: 

    • Frutas antioxidantes, diuréticas e que auxiliam na digestão: abacaxi, mamão, maçã, pera, ameixa e pêssego são ótimas opções, pois possuem enzimas que facilitam a digestão de outros alimentos. Além de conterem fibras, que aumentam a sensação de saciedade;
    • Chás diuréticos: o fígado é um dos órgãos que mais sofre com a ingestão de álcool e gorduras. Ele chega a demorar cerca de três dias para processar as bebidas ingeridas. Os chás ajudam a aliviar este órgão, e quando associados a ingredientes termogênicos (como gengibre e canela) aceleram o metabolismo.
    • Vegetais crucíferos: couve, espinafre, brócolis e couve-flor. A cocção deve ser realizada no vapor por menos de 1,5 minuto. A ideia é que é os alimentos não fiquem cozidos para não perderem seus nutrientes;
    • Temperos: pimenta preta, chili, gengibre, cominho, canela, páprica, mostarda, cúrcuma, curry, sálvia, coentro. Inclua sempre alguma erva fresca + 1 a 2 condimentos sugeridos. Uma ótima combinação é pimenta do reino + cúrcuma (ou açafrão da terra). Juntas, uma ativa a ação da outra e viram termogênicas;
    • Azeite de oliva extravirgem;
    • Cereais integrais: arroz integral, cevadinha, quinoa, milho;
    • Sementes: abóbora, de girassol, gergelim, chia, linhaça;
    • Raízes e tubérculos;
    • Carnes brancas: frango, peixes (de carne mais magra: Saint Peter, Pescada, Linguado, Bacalhau, Badejo, Dourado, Namorado, Linguado, Merluza, Sardinha);
    • Ovo de galinha caipira;
    • Água (muita!): consuma 35 ml/Kg de peso por dia.

    O que evitar: 

    • Glúten: o glúten é uma proteína existente em alguns alimentos que pode causar inflamação no organismo quando ingerida. Vale trocar os pães e macarrão por carboidratos complexos como mandioca, cará, inhame, arroz integral, negro, vermelho e farinhas de arroz.
    • Lanches industrializados: sabe quando bate aquela fome entre as refeições principais? O ideal é fugir dos lanchinhos industrializados que se dizem saudáveis e optar por oleaginosas, que dão saciedade, e frutas.
    • Açúcares, mel;
    • Carne bovina, porco, embutidos;
    • Manteiga, margarina, maionese;
    • Leite e derivados;
    • Refrigerantes e sucos artificiais;
    • Bebida alcoólica.

    Cardápio detox

    Daniela Lasman montou um cardápio ilustrativo de um dia para você ter uma ideia do que pode consumir em um dia: 

    Café da manhã

    Panqueca: 2 ovos caipiras + 1 banana nanica amassada + essência de baunilha ou canela a gosto + 2 colheres de sopa de farelo de aveia. Misturar todos os ingredientes e espalhar na frigideira.

    Lanche da manhã

    1 fruta da época: pêssego, figo, kiwi, ameixa, 10 cerejas, 10 lichias ou ½ pitaya.

    Almoço

    Continua após a publicidade

    Salada (à vontade): folhas + legumes + fio de azeite extravirgem + pitada de sal marinho ou sal grosso moído na hora + 3 ovos de galinha caipira ou 8 ovos de codorna cozidos.

    Guarnição: brócolis e couve cozidos no vapor — 4 ramos grandes, por volta de 1 xícara + 4 rodelas de beterraba ou 4 colheres de sopa de cenoura refogadas.

    Sobremesa: 1 kiwi ou 1 cacho de uva (por volta de 12 gominhos) ou 1 mexerica.

    Lanche da tarde

    8 biscoitos de arroz integral pequenos ou 3 biscoitos de arroz grandes + 2 colheres de sopa cheias de homus para dividir entre os biscoitos.

    Jantar

    Salada (à vontade): folhas + legumes + fio de azeite extravirgem + pitada de sal marinho ou sal grosso moído na hora + filé de peito de frango: 1 a 2 filés assados ou grelhados (total de 150g).

    Guarnição: vagem ou quiabo cozidos ou refogados e 2 fatias de abóbora assada.

    Sobremesa: 1 fruta: pêssego, figo, kiwi, ameixa, 10 cerejas, 10 lichias ou ½ pitaya. 

  • Receita de suco detox 

    Mas não pense que acabou aí não. Para os dias mais corridos, a chef Fábia Tavarnaro ensina uma receita de suco detox simples, rápida e muito refrescante. 

    Chef Fábia Tavarnaro/Divulgação

    Ingredientes: 

    • 200ml de água de coco gelada;
    • 1 rodela de gengibre;
    • folhas de hortelã a gosto;
    • 1 colher de chá de linhaça;
    • 1 limão espremido;
    • Uma fruta: pode ser abacaxi, maracujá, banana, morango, manga, mamão, maçã (variar no dia a dia é importante para otimizar o metabolismo).

    Modo de preparo: 

    Bata tudo no liquidificador. Beba em seguida. 

    Continua após a publicidade
    Publicidade