Dor na coluna ao correr? Profissional responde o que pode ser

O jeito que você corre pode afetar várias partes do corpo, desde a coluna e até os ombros

Por Amanda Panteri - 27 fev 2020, 09h58

Dor na coluna ao correr parece estranho, né? Cuidar da postura para não prejudicar articulações como o joelho e o tornozelo a gente já está acostumada. Contudo, outras partes do corpo também podem sofrer com a prática errada — ou em exagero — do esporte, sabia? 

É o caso da coluna, por exemplo. “A corrida tem inúmeras situações de risco, e a principal delas é a forma como você pisa. A repetição do movimento de corrida com uma pisada errada pode desencadear problemas ortopédicos que afetam a coluna”, explica o educador físico Robson Caetano, embaixador do Viva a Longevidade, da Bradesco Seguros.

Além disso, pegar muito pesado sem o preparo adequado também afeta a região e até causa problemas crônicos. “A corrida tende a gerar um impacto muito alto no corpo. Embora não pareça, correr depende bastante da musculatura abdominal e da postura”, diz Robson. É por isso que muitos treinadores pedem que você foque na musculação em paralelo com a corrida. 

E para quem já sofre com dores nas costas frequentes, as mudanças bruscas de temperatura pioram o quadro. Por isso, quando o tempo fechar, é preciso uma preparação especial para uma atividade mais intensa. “A ideia é ir preparando o corpo antes para que não haja um estímulo intenso muito brusco ao corpo ainda frio. Então, qualquer movimento de intensidade moderada, que cumpra a tarefa de acelerar o coração, pulmão e levar sangue para os músculos, pedem um aquecimento”, explica o educador. 

E vale ainda ressaltar um fator que influencia em muito na saúde das articulações, mas muita gente ignora. São os hábitos alimentares. “Os alimentos industrializados são os que mais se alojam nas partes articulares do seu corpo, ocasionando em um congestionamento gorduroso. E consequentemente inflamações e lesões sérias”, afirma. Além de evitar esse tipo de item no seu cardápio, beba bastante água antes, durante e depois dos treinos.

Mas o que fazer se a dor aparecer? 

Primeiro, é preciso passar em um fisioterapeuta ou ortopedista para entender se o tipo da sua pisada, postura ou modo de se movimentar durante a corrida está prejudicando a coluna. Depois, aposte no fortalecimento dos seus músculos. Eles que darão o suporte necessário para não sobrecarregar partes mais delicadas do corpo.  “Uma dica de prevenção é sempre alongar o músculo posterior das coxas e as panturrilhas antes do exercício. Puxe a ponta dos dedos do pé na direção do peito para aliviar toda a musculatura e a membrana da planta do pé”, aconselha o educador físico.

Contudo, se o incômodo persistir, será preciso dar um tempo do asfalto ou esteira e investir em atividades que geram menos impacto. “As mais adequadas são natação, caminhada leve, bike e alongamento”, diz Robson. Ou o pilates e a yoga. Eles fortalecem os músculos mais internos, aqueles que muitas vezes não damos atenção.

Continua após a publicidade
Publicidade