Máscara de pano: faça a sua em casa

E entenda como higienizar corretamente para reutilizá-la!

Recentemente, o ministro da saúde Luiz Henrique Mandetta afirmou em uma coletiva que as máscaras de proteção podem servir como barreiras eficientes contra o novo coronavírus. Atualmente, a Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda o uso das máscaras cirúrgicas e do tipo N95 somente para pessoas infectadas, profissionais de saúde, quem está cuidando de um paciente com COVID-19 e lactantes na hora da amamentação

A questão é que Mandetta se referia às máscaras alternativas, geralmente feitas em casa. Se usadas e lavadas no modo correto, elas ajudam, sim, na batalha contra a doença. “Elas podem conter e barrar gotículas com o vírus, mas devem ser acompanhadas de bons hábitos de higiene. Se a pessoa tirar a máscara e levar a mão ao rosto, por exemplo, fará a contaminação do mesmo jeito”, afirma a clínica geral Daniela Righi, da clínica Leger

Por isso, vale pensar no outro e tentar preparar a sua. Desse modo, você pode usá-la toda vez que precisar ir ao supermercado, banco ou locais com aglomerações. Mas nunca abandonando as outras recomendações de higiene, viu? Ainda é preciso manter o distanciamento de 2 metros de outras pessoas e proteger o rosto toda vez que tossir ou espirrar. E abusar do álcool gel sempre! 

A médica tira nossas dúvidas sobre a maneira correta de se proteger com a máscara de pano. Confira:

Afinal, a máscara garante 100% de proteção contra o coronavírus? 

“A máscara não garante 100% de proteção contra o coronavírus. E as caseiras têm uma eficácia ainda mais baixa. Na verdade, elas funcionam melhor nas pessoas que estão gripadas ou contaminadas. Isso porque diminuem a secreção e fazem com que partículas não sejam passadas para o meio ambiente com eficiência. O intuito da máscara é mais proteger os outros, e não a si mesmo. Por outro, a utilização dela faz com que evitemos de levar as mãos na boca e no nariz, que são atitudes que podem gerar a contaminação.”

Mas, então, por que usar?

“A orientação da OMS é que usem máscaras somente pessoas infectadas pelo vírus. Mas pessoas que não estão neste grupo podem usar máscaras caseiras como forma de prevenção. Sempre que precisar sair de casa, saia com pelo menos uma reserva e leve uma sacola para guardar a máscara suja. Dentro da sua residência, não é necessário usá-la.”

Qual tecido é o melhor?

“O melhor material é o tecido de 100% algodão. Ele apresenta eficácia similar à máscara cirúrgica. Também podem ser usados TNT ou outros tecidos. Quanto mais grosso for o pano, mais proteção a pessoa terá.”

Quais cuidados devo ter?

“Para ser eficiente, o governo reforça que a máscara precisa ter pelo menos duas camadas de pano e não pode ser compartilhada com ninguém (mesmo após lavada). Além disso, ela deve ficar bem justa — sem deixar espaços nas laterais — e cobrir do nariz até o queixo.

Uma vez que você estiver com a máscara, não mexa mais nela nem tire da frente da boca para falar. Também não toque diretamente o tecido — caso faça isso, troque a máscara. A forma incorreta de manusear o acessório pode torná-lo um foco de transmissão ao invés de proteger.”

Tenho que jogar fora depois de usar?

“As máscaras caseiras não precisam ser descartadas após o uso. Elas podem ser lavadas com uma solução de hipoclorito. Depois de secas, estão prontas. Também é possível fazer a higienização com água e sabão.”

Vale fazer com guardanapo ou filtro de café?

“Não. A filtragem realizada por máscaras de uso profissional é feita de forma específica, e materiais como guardanapos e filtros de café não cumprem o propósito de proteger.”

Quando trocar a máscara?

“Após duas horas de uso. O mesmo vale para quando ela ficar molhada com tosse, espirro, fala ou respiração.”

Mas como fazer a minha?

Diversos tutoriais na internet já ensinam o DIY das máscaras de pano! Confira dois deles (no Ministério da Saúde e do canal do médico Drauzio Varella): 

View this post on Instagram

O Ministério da Saúde atualizou as recomendações do uso das máscaras protetoras. Se antes elas eram reservadas para profissionais de saúde e pessoas com sintomas de gripe, agora todos devem utilizá-las quando for indispensável sair de casa. Isso porque pessoas que não manifestam nenhum sintoma evidente (assintomáticas) também podem transmitir o vírus. E por causa da dificuldade de testar todo mundo, não sabemos com clareza quem são essas pessoas. Como as máscaras descartáveis estão em falta em diversas farmácias e lojas, o indicado é adotar a máscara de tecido, que pode ser feita em casa, como a @gislaine_miyono, nossa produtora, ensina. É importante destacar alguns pontos: 1) Mesmo ao usar a máscara, é importante manter o distanciamento de pelo menos 2 metros de outras pessoas; 2) a máscara é de uso INDIVIDUAL. Ela pode ser reutilizada, mas só após ser devidamente higienizada; 3) Evite levar a mão ao rosto enquanto estiver utilizando a máscara. Lembre-se: por ser uma epidemia dinâmica, as orientações podem mudar a qualquer momento. Manteremos nosso conteúdo atualizado. #COVID19 #CoberturaDV

A post shared by Portal Drauzio Varella 👨‍⚕️ (@sitedrauziovarella) on

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s