Além do muay thai: 3 artes marciais que fortalecem as pernas

Dá para conquistar pernas torneadas (sem medo de ficar com os ombros largos!), ganhar mais fôlego e até relaxar

Por Priscila Gorzoni e Manuela Biz (colaboradoras) - Atualizado em 17 fev 2020, 15h10 - Publicado em 15 ago 2017, 12h12

Chutes e socos são infalíveis para nocautear o tédio e as gordurinhas – não à toa, as aulas de boxe e muay thai são disputadas nas academias. Mas, apostando em artes marciais menos comuns, dá para fortalecer só as pernas (pode deixar pra lá esse medo de ficar com os ombros largos!), ganhar mais fôlego e até relaxar!

1. Taekwondo

Original da Coreia, o taekwondo é campeão na categoria cardiorrespiratória. O treino eleva os batimentos às alturas com repetições de chutes, pulos e saltos – 500 calorias vão embora em uma hora! E, como os golpes exigem bastante das pernas, o esporte tonifica coxas, glúteos e abdômen (dá-lhe, força!) como poucos.

Leia mais: Corrida devolve à atriz de “Três é Demais” propósito para viver

2. Tai chi chuan

Invejosos dirão que tai chi é coisa de idoso. A coreografia de sequências de luta traz mesmo muitos benefícios para a terceira idade. Mas, já que os movimentos e as posturas funcionam como exercícios isométricos, a modalidade desenvolve a musculatura de pernas, braços, quadril e lombar. A prática ainda melhora a saúde emocional e a respiração, por isso a Universidade Harvard, nos Estados Unidos, a considera uma atividade indicada para todos.

3. Luta greco-romna

A luta greco-romana não permite golpes com as mãos 
ou pés – você precisa agarrar o adversário e derrubá-lo no chão. O peso do oponente serve de resistência, por isso os atletas ganham força em pernas e braços. E prepare-se para sair pingando do treino: ao agachar, agarrar, levantar e empurrar por uma hora, você gasta até 600 calorias.

Fique por dentro de tudo o que rola no mundo fitness com a newsletter da BOA FORMA

Continua após a publicidade
Publicidade