Famosas estão usando cintas para malhar. Mas isso é indicado?

Kylie Jenner é uma das adeptas do acessório. Mas o uso dele na academia é controverso entre especialistas

Uma das novidades mais polêmicas do universo fitness é o uso de cintas na hora da malhação. Famosas como as irmãs Kim Kardashian e Kylie Jenner já postaram fotos vestindo o acessório na academia. O motivo: ele ajudaria a afinar a cintura durante os exercícios físicos.

No Brasil, o item ganhou popularidade em 2016, época em que as atrizes Fernanda Souza e Claudia Raia foram vistas com os corpetes no treino. Mas, afinal, as cintas realmente funcionam? Perguntamos a especialistas o que acham dele.

Veja também

Qual a função da cinta modeladora?

Ela é comumente usada por quem quer afinar a silhueta sob um vestido (ou outra peça acinturada) e também após procedimentos cirúrgicos, como a lipoaspiração, já que reduz edemas e sangramentos no pós-operatório. Mas a maior parte das marcas que comercializam o acessório com pegada fitness alega que ele ajuda a corrigir a postura – o que também manteria o abdômen contraído por mais tempo.

O corpete ajuda a emagrecer?

De acordo com a fisioterapeuta Tathiana Antony, da Clínica Renewmed, do Rio de Janeiro, usar as cintas não ajuda no emagrecimento, como muitas pessoas acreditam. “Não existe nada comprovado que a compressão diária dessas regiões acabe com a gordura. A barriga ganha um formato acinturado, mas quando você tira a cinta, a gordura ainda está lá”, alerta.

GymPass BOA FORMA: treine em mais de 12 mil academias por um valor fixo

Há riscos de usar cinta no treino?

O perigo está na restrição respiratória: “Usar a cinta em excesso atrapalha a circulação, afeta os movimentos respiratórios e restringe a amplitude pulmonar”, aponta Tathiana. Além disso, vestir uma cinta modeladora durante o exercício compromete a consciência corporal, o que pode causar lesões. Segundo o educador físico Fabio Aquino, o acessório não permite que você sinta os movimentos do jeito certo.

“A cinta é um impedimento para entender seu corpo. Ou seja, não vai ativar o core e as musculaturas estabilizadoras, por exemplo”, explica. O profissional indica que a aluna ative a musculatura de forma livre, caso não tenha contraindicações médicas, e que sustente o corpo sozinho.

 

 

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s