Fitness

2 treinos para leveza: Tai Chi Chuan e Pilates Move Flow

Conheça melhor as duas modalidades que farão você se sentir mais leve consigo mesmo

por Amanda Panteri Atualizado em 9 set 2020, 15h10 - Publicado em 6 ago 2020 09h00

Tem dias que não estamos dispostos a queimar centenas de calorias com treinos intensos. Afinal, a rotina já anda desgastante por si só: mais um mês de isolamento social começou e, com ele, novas preocupações também aparecem — muita gente terá que voltar ao trabalho presencial, outros continuam se desdobrando para realizar as tarefas diárias… Pois é. Nesses momentos, pegar leve consigo mesmo parece ser a única saída para não desistir. Pensando nisso, pedimos a treinadores que montassem dois treinos exclusivos para a BOA FORMA (um treino de Tai Chi Chuan e um treino de Pilates Move Flow). Você pode fazê-los ao fim do dia, para aliviar as tensões, ou pela manhã, para começar o dia com a sensação de bem-estar.

Pilates Move Flow

-
FreshSplash/Getty Images

Fluidez é um conceito utilizado pelo pilates há muito tempo. Ele garante que todos os movimentos sejam leves e harmoniosos, geralmente seguindo o ritmo da respiração. O Move Flow, variedade criada por Fernanda Avancini, parte desse princípio para trabalhar uma parte do corpo pouco falada entre os treinadores: a fáscia. “Ela é o sistema que integra todo o organismo, o envolve e o separa. Entre a fáscia e nossos músculos existem vários fluidos e células”, explica a educadora física, bailarina e madrinha da modalidade Marcela Piston (@marcelapiston), da MetaLife Pilates.

Com a ajuda de uma bolinha específica, o Move Flow trabalha a fáscia desde sua camada mais superficial até a mais interna, dando atenção a todas as partes do corpo. Com isso, há um equilíbrio da tensão e compressão dos músculos e articulações, trazendo a sensação de leveza e bem-estar. “Se o meu aluno está com uma dor na cervical, por exemplo, eu não vou focar apenas no ponto onde o incômodo aparece, que é o pescoço. Mas vou investigar o que está acontecendo, porque a causa pode ser a falta de alongamento da fáscia em outro ponto.”

Música, meditação e respiração também são essenciais para a prática. “Começamos com eles para auxiliar na realização de pequenos movimentos. E depois passamos aos estímulos com a bolinha, em que são explorados diferentes padrões e direções dos exercícios, todos bem fluidos”, diz Marcela. Dentre os benefícios destacados por ela, estão a melhora da percepção corporal e da respiração, maior mobilidade, alívio de dores e desconfortos e mais conexão com você mesmo.

Treino de Pilates Move Flow para fazer em casa

Para a sessão, você precisará de uma bolinha texturizada que você pode adquirir com o Instagram da Move Flow ou adaptar usando uma bola para exercício fisioterapêutico de cerca de 20 cm (veja nossa indicação abaixo) e de um colchonete (aqui diversas indicações de BOA FORMA).

Kit 3 bolas de Pilates

De 25cm de diâmetro e PVC de alta resistência, para aguentar o peso do corpo nos exercícios mais intensos. Compre aqui.

    Continua após a publicidade

    Tai Chi Chuan

    -
    Rubberball/Mike Kemp/Getty Images

    Quem vê de fora e não conhece, confunde com uma dança. Sim, os movimentos do tai chi chuan podem até parecer uma coreografia (muito bonita, por sinal), mas ele nada mais é do que uma variação da arte marcial chinesa milenar conhecida como kung fu. “Enquanto o kung fu trabalha com a energia externa, o tai chi tenta equilibrar a energia interna”, explica o professor de educação física Herik Makoto Hayasaka (@prof_herik), treinador das duas modalidades e praticante há mais de 29 anos.

    O especialista explica que o tai chi nasceu em meados do século XIX e embora use técnicas de ataque e defesa, poucos o praticam com essa intenção atualmente. “A linha mais seguida aqui no Brasil é o estilo Yang e utiliza o conceito da filosofia taoista. Chi significa energia e tai, suprema. Juntando os dois, quer dizer energia suprema.”

    A meditação deve estar presente do começo ao fim de uma sessão. É preciso concentração e foco total nos movimentos, que podem variar entre bases de perna, posturas, transferências de peso e movimentações com as mãos. Em algum deles, deve-se fazer a respiração ritmada. Em outros, ela pode acontecer naturalmente. As sequências mais básicas do tai chi são feitas com as mãos livres, mas existem as variações com armas, espadas, facão ou leque. “Como toda atividade física, ele traz benefícios, como maior consciência corporal, coordenação, força, resistência e equilíbrio”, complementa Herik.

    Treinos de tai chi chuan para fazer em casa

    O professor gravou dois vídeos simples para quem quer se familiarizar com a prática. Para isso, você só vai precisar de um tênis apropriado e uma superfície plana (não é necessário colchonete, uma vez que o tai chi é feito em pé).

    Treino 1

    Treino 2

    Essa matéria faz parte da edição de agosto de BOA FORMA, que tem como tema Pegue Leve e conta com uma série de matérias sobre como parar de se cobrar tanto durante a quarentena.

    Confira também nosso especial sobre beleza, sobre como ter uma rotina de cuidados mais leve; nosso especial sobre alimentação, com 21 receitas leves para o jantar; e nosso especial sobre equilíbrio, como pegar leve consigo mesmo e parar de se cobrar tanto nessa quarentena.

    Todas as ilustrações dos especiais e da capa foram realizadas por Marcella Tamayo

    Continua após a publicidade