4 jeitos de praticar mindfulness durante a corrida

Viver no presente enquanto se exercita pode melhorar seu desempenho e deixar a modalidade ainda mais prazerosa

Aquela história de ficar pensando nos problemas e nas tarefas do dia enquanto corre não é a melhor tática para ter uma boa performance no esporte. Além de tirar sua concentração da corrida – sim, manter uma técnica de movimento adequada faz toda a diferença –, ocupar a cabeça com pepinos ainda pode deixá-la mais estressada e acabar com toda a graça da atividade. A seguir, aprenda quatro formas de se conectar com o presente (o famoso mindfulness, uma espécie de meditação que valoriza a atenção plena) e viver o momento de verdade.

Saiba maisA técnica mindfulness pode ajudar você a lidar melhor com as emoções

1. Conte os passos

Para esvaziar a mente, vale acompanhar as vezes em que seu pé toca o chão. Conte até dez (ou vinte, trinta…) e depois comece de novo. Se os pensamentos voltarem, faça um esforço para retomar a soma. Agora, se eles tiveram conexão com alguma dor, reduza o ritmo ou interrompa a atividade.

2. Preste atenção no corpo

Se contar os passos faz com que você fique entediada, coloque o foco no seu movimento. Sinta cada processo: o calcanhar encostando no solo, os braços indo para trás e para a frente. Inclusive, atentar-se a esses detalhes ajuda a melhorar a mecânica da corrida, o que potencializa os resultados e evita incômodos.

Veja tambémAplique o método mindfulness enquanto você come e emagreça

3. Tire os fones

Sabemos que correr ouvindo Shakira ou Anitta pode até fazer com que você se empolgue e acelere seu pace. Só que também tende a levá-la para um mundo bem distante. Aproveite a brisa no rosto, o visual do pôr do sol ou mesmo o clima de animação da galera da academia para viver de verdade o momento e conquistar mais benefícios do mindfulness (a ciência já comprovou que a prática reduz o stress e a ansiedade). Experimente treinar com o som ambiente e ouça seus passos, seu batimento do coração e, principalmente, sua respiração.

4. Desconecte-se

Já tentou deixar o relógio em casa e controlar seu ritmo por meio da sua percepção de esforço? Isso mesmo! De acordo com seu fôlego (que é uma junção de respiração + coração + músculo), você consegue acelerar ou reduzir o passp sem precisar ficar ligada na tecnologia. Inclusive, isso é ótimo para não entrar em pânico caso seu gadget falhe na hora da prova, né?

Fique por dentro de tudo o que rola no mundo fitness com a newsletter da BOA FORMA

Newsletter Conteúdo exclusivo para você
E-mail inválido warning
doneCadastro realizado com sucesso!

 

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s